Acervo

Autores

Enciclopédia Ilustrada do Choro no Séc. XIX

Souza Pistom

Souza, Luiz de
  • Compositor
  • ∙ Trompetista

Considerado um dos maiores trompetistas de sua época, Luiz de Souza iniciou os estudos de trompete com o mestre da banda da Fortaleza de São João, Soares Barbosa, autor da famosa polca Que É da Chave?. Mais tarde chegou a contramestre da Banda do 23º Batalhão de Caçadores em Fortaleza, CE. No Rio de Janeiro, aperfeiçoou-se na Banda do Arsenal de Guerra e fez parte, ao lado de Albertino Carramona, da primeira formação da Banda do Corpo de Bombeiros sob a regência de Anacleto de Medeiros. Foi integrante das orquestras dos cinematógrafos além de fazer parte do rancho Ameno Resedá. Freqüentou, no início do século, a loja de música O Cavaquinho de Ouro ao lado de outros chorões como Quincas Laranjeiras, Anacleto de Medeiros, Luís Gonzaga da Hora, Irineu de Almeida, Juca Kalut, Macário, José Cavaquinho, Villa-Lobos, entre outros. Gravou alguns discos com músicas de sua autoria para a Casa Edison com o conjunto instrumental Grupo Luiz de Souza. Sua música mais famosa é a valsa Clélia, gravada por Mário Pinheiro com letra de Catulo da Paixão Cearense e reintitulada Ao Desfraldar da Vela. Luiz de Souza é um dos sete mestres do choro na foto histórica do piquenique na ilha de Paquetá em 1º de fevereiro de 1906 na residência do General Costallat ao lado de Irineu de Almeida (oficleide), João dos Santos (clarinete), Luiz Gonzaga da Hora (bombardão), Horácio Theberge, Estulano (violões) e Jataí (trombone).

Data detalhada de nascimento

12.03.1865

Data detalhada de falecimento

08.12.1920

Natural

Rio de Janeiro - RJ